Carta de princípios

“Nada é tão surpreendente quanto a vitalidade do organismo social
– como ele persiste, alimentando-se, vestindo-se,
divertindo-se diante das piores calamidades…”
(John Reed)

Vivemos tempos em que nos alimentamos, nos vestimos e nos divertimos. Nenhuma bomba precisa cair sobre nossas cabeças (aqui nesta parte do mundo) para que continuemos com nossas rotinas – e talvez seja isso o mais impressionante. A calamidade que nos testa é a do nosso cotidiano, povoado de pequenas e grandes tragédias, com a conversão da força que criamos aos nos unir em força que nos aprisiona, que extrai da nossa persistência a vitalidade renovada das piores calamidades. A vida que vivemos juntamente é uma forma de existência do capital.

Mas se é da forma como nos reunimos que nasce nosso aprisionamento, é também através da capacidade de realizar novos encontros, novas reuniões, novos movimentos e direções que podemos ansiar por uma libertação, pela transformação das relações em vivemos e pela formação de novas. Com esse intento, resolvemos fundar este blog para ser uma mobilização, reunindo e articulando pessoas, ideias e forças que possam contribuir para o esforço de apreensão crítica e para a contestação prática da sociedade em que vivemos, marcada, como toda sociabilidade capitalista, pela divisão conflituosa em classes sociais. Desse modo, pretendemos contribuir para um rompimento radical com o atual estado de coisas, que só ocorrerá com a mobilização de massas dispostas a lutarem por novas e mais livres formas de se associarem.

Assim, é nossa intenção participar das lutas concretas que irrompem em nossa sociedade, pretendendo intervir e contribuir nos debates, questões e problemas das forças de fato críticas que estão mobilizadas, contribuindo, portanto, para a necessária revitalização, reavaliação e reorganização da esquerda anti-capitalista. Explorando criticamente diversos aspectos do modo como nos relacionamos, nossa oposição ao capitalismo pretende abarcar e relacionar também a oposição ao machismo, ao racismo e todas as formas de opressão que fraturam a nossa capacidade de conectarmo-nos socialmente em uma existência compartilhada livre, aberta e solidária.

Para este fim, nos propomos a publicar a cada semana pelo menos um texto dos nossos colaboradores, inédito ou republicado, sobre temas que estejam na ordem do dia ou que contribuam com reflexões sobre as questões permanentes da luta de esquerda. Periodicamente também organizaremos dossiês temáticos, reunindo contribuições diversas sobre um mesmo assunto de revelância.

Esperamos todos que nossas altas expectativas nos inspirem nos caminhos penosos para construir uma nova sociedade.

Anúncios

2 respostas para Carta de princípios

  1. Eu tenho um blog onde eu escrevo sobre as muitas mentiras que a mídia imperialista relata, porém não está tendo muito acesso ao blog,
    Por isso, humildemente peço que você divulgue o meu blog e eu também divulgaria o seu.
    Segue abaixo o link do blog:
    http://www.guerrilhaurbanajb.blogspot.com.br/

    Obrigado

  2. “Vivemos tempos em que nos alimentamos, nos vestimos e nos divertimos. Nenhuma bomba precisa cair sobre nossas cabeças (aqui nesta parte do mundo) para que continuemos com nossas rotinas – e talvez seja isso o mais impressionante.”

    Profético, hein. E já não mais tão atual. hehehehehe

Comentários

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s